Telefone : 11 96038 6718

Sr. Altino Bar apoia surfista profissional que irá disputar seu primeiro QS 3000 Blog

12
maio

Sr. Altino Bar apoia surfista profissional que irá disputar seu primeiro QS 3000

Eduardo Barrionuevo é o único surfista na história de Iguape, no Vale do Ribeira, a chegar numa disputa do WQS 3000, divisão de acesso à elite do surfe mundial.

Mesmo distante das areias e das ondas do mar,  o Sr. Altino Bar, comércio localizado na cidade de Osasco, na Grande São Paulo, é uma das empresas que irá contribuir para a realização do projeto do surfista profissional Eduardo Martins Barrionuevo, o Edu, local de Iguape, do Bairro do Ribeira, que vem se despontando no surfe e agora se prepara para disputar seu primeiro evento da WSL de status 3000, que é o QS Tubos Peru Open, que acontece entre os dias 27 a 31 de Março, nas ondas perfeitas de Señoritas, em Punta Hermosa.

Parecia que nem a mais perfeitas das ondas levaria esse sonho adiante, mas ninguém contava que Edu pegaria a onda certa. O surfista embarca no próximo dia 22 de Março, e contará com o apoio de mais sete empresas, inclusive a do Sr. Altino Bar, comércio que não tem nenhuma ligação com o surfe, porém, acredita no poder de transformação que o esporte pode fazer nas pessoas. “Eu sou um apaixonado pelo surfe. Surfei anos ao lado do Barrionuevo e conheço a história dele. É um atleta focado, esforçado e batalhador. Merecedor de tudo que vem acontecendo em sua vida. São essas qualidades que nos chamou a atenção e por isso entramos de cabeça neste projeto”, revelou Eduardo Machado, um dos proprietários do Sr. Altino Bar. “Agora, é torcer para que ele volte com o título ou com uma ótima colocação”, finalizou.

“Conheço o Eduardo, um dos donos do Sr. Altino Bar, desde a minha infância e quando falei do meu projeto para ele foi imediata a aceitação e tudo está dando certo. Sou muito grato a ele, aos sócios do estabelecimento e aos outros apoiadores”, destacou Barrionuevo.

Passagem e estadia já estão garantidas. O que faltava para o atleta eram os gastos com alimentação entre outros consumos pessoais. E, foi com muito esforço que ele conseguiu. Sem patrocinador forte, só restavam para Edu duas opções: ou desistir ou arriscar até o último segundo.

“Eu nunca desisto dos meus objetivos e este é mais um que eu conquistei. Minha presença já é garantida no QS do Peru. Tenho passagem, inscrição e estadia graças aos meus apoiadores que são a LivreSurf, Sr.Altino, TH Surfboards, Di Fiori, D+Sports, HyperFocus, Bottom Fins, Águas Claras e a Gangster. E, como eu recebi muitas mercadorias de duas delas e consegui comercializar levantei uma grana, além de uma quantia em dinheiro do Sr. Altino Bar, que melhorou mais ainda. Vou ficar mais confortável no Peru e, com isso, poderei competir mais focado”, revelou o surfista.

Outro objetivo do surfista é competir o Rip Curl Pro Argentina, QS 1500, em Mar del Plata, entre os dias 16 e 21 de Abril. “Este será o meu primeiro QS 3000. Pretendo do Peru esticar até a Argentina para correr outro QS, este de 1500 pontos. Ano passado, em 2018, competi dois WQS de 1000 pontos: um no Brasil e um em San Bartolo, também no Peru. Este ano de 2019 vou  fazer mais cinco etapas WQS, além dessas duas primeiras, pelo menos”, disse.

Barrionuevo tem uma visão otimista sobre as empresas que não são do ramo do segmento surfe investindo em atletas. “É excelente para as empresas e para os atletas. Nós somos, atualmente, o País do surfe e estamos dando bons resultados em competições. É um esporte que trás um resultado forte quando o assunto é mídia. Eu acho que se as empresas do segmento surfwear não começarem a acreditar neste nicho vão acabar perdendo uma fatia deste mercado. Hoje, podemos observar atletas com patrocínios de empresas do ramo automobilístico, da telecomunicação, entre outras. Essas empresas estão mais acreditando em nós do que as próprias do segmento que ganham dinheiro com o nosso trabalho. Exemplo disso é o próprio Gabriel Medina que acabou de renovar seu contrato com a Audi”, disse.

Eduardo Barrionuevo. Foto: Fabio Lopes

Eduardo Barrionuevo. Foto: Guadaluppe Filmes

Fabio Lopes. Foto: Daniel Cruz

Eduardo Barrionuevo. Foto: Fabio Lopes

Eduardo Barrionuevo. Foto: Leo Santos

Eduardo Barrionuevo. Foto: Fabio Lopes

 

Local de Iguape, suas primeiras batidas nas ondas aconteceram no Bairro do Ribeira, onde Eduardo começou a surfar aos 14 anos de idade e hoje acumula 12 anos de surfe. Atualmente mora no Guarujá, Litoral Sul, e coleciona mais de 60 títulos no currículo. “Comecei a surfar depois de muitos amigos meus nas ondas do Bairro do Ribeira, mas consegui alcançar o meu primeiro sonho que foi se profissionalizar em 2015, e no ano seguinte, em 2016, eu já estava entre os 55 melhores atletas do Brasil”, relembra com orgulho.

Aos 26 anos, a persistência se transformou em recompensa e em 2018 o atleta finalizou o ano na 83ª posição no ranking da Confederação Brasileira de Surf. “Eu sei do meu potencial e os meus resultados estão sendo expressivos. Sempre quis viver do surf e evoluir, surfar ondas boas, viajar, ganhar campeonatos, sair em revistas, conhecer outras ondas e novas culturas e a minha persistência está me dando esta oportunidade”, destacou.

E, quando o assunto é surfe, Barrionuevo é ambicioso. O atleta tem uma meta que é alcançar o reconhecimento nacional e internacional, com bons resultados em competições e diz que vai lutar por um título mundial enquanto puder. Outro sonho é escrever sua própria biografia e mostrar nela o poder do surfe, o quanto o esporte pode curar e acalmar as pessoas dentro e fora do ambiente competitivo. “A intenção é despertar nas pessoas que nunca surfaram a vontade e o prazer de um dia tentarem ficar encima de uma prancha e, com isso, se sentirem parte da natureza também”, explica.

Edu também conta com a ajuda dos fotógrafos Daniel Cruz, Leo Santos, Fábio Lopes, Alex souza e da Guadaluppe Filmes para a composição do seu portfólio.

Além de surfista, o jovem é colunista do Livre Surfe, uma plataforma Online, onde mantém uma coluna e as vezes desenvolve jobs de instrutor de surfe.

Calendário WQS 2019  a partir de Março

Tubos Peru Open QS 3000 em Señoritas, Punta Hermosa – Peru (27 a 31 de Março)

Rip Curl Pro Argentina QS 1500 em Mar del Plata – Argentina (16 a 21 de Abril)

Heroes de Mayo Iquique Pro QS 3000 em Iquique – Chile (20 a 26 de Maio)

Data reservada para um QS 1500 na Praia de Stella Maris, Salvador (BA) (6 a 9 de Junho)

Data reservada para um QS 6000 na Praia de Itamambuca, Ubatuba (SP) (11 a 16 de Junho)

Maui and Sons Arica Pro Tour QS 3000 em El Gringo, Arica – Chile (15 a 21 de Julho)

Reef Pro Peñascal Peru QS 1500 em Peñascal, San Bartolo – Peru (16 a 20 de Outubro)

Itacaré Surf Music QS 1000 na Praia da Tiririca, Itacaré (BA) (23 a 27 de Outubro)

Red Nose São Sebastião Pro QS 3000 na Praia de Maresias, São Sebastião SP) (29 de Outubro a 3 de Dezembro)

Por: Surf Today / fonte: Charles Roberto
Jornalista – MTB: 47849
Cel: (11) 9.9356-1376

guianew

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

.

A Guianew é uma agência de marketing digital especializada em micro, pequenas e médias empresas.

Instragram

    Load More
    © Copyright . Todos os direitos reservados. Desenvolvido por SISTED Hospedagem 4INFRATI